segunda-feira, 16 de novembro de 2009

Um dos maiores filmes de sempre (e um dos mais esquecidos)


Ver um filme como Él, realizado em 1953, por Luís Buñuel, quando este ainda se encontrava no México; é constatar uma realidade que existia até há bem pouco tempo em Portugal: o poder do homem sobre a mulher, e o silenciar das agressões a mulheres. Existia não... existe ainda. E isso é que é assustador.

Este filme é um case study que devia passar no horário nobre na TV portuguesa, para constatarmos até que ponto pode chegar a paranóia ciumenta de um homem.

Sem comentários: