domingo, 27 de dezembro de 2009

João Lopes, agora na quadra natalícia, esmerou-se com mais dois fantásticos textos de análise social/mediática:

- Um sobre o vazio em que as pessoas caíram, com o excesso de e-mails e sms's de Boas Festas;

- O outro, que foi publicado no DN, encosta à parede os políticos conservadores que idealizam uma família que nunca existiu, parece mesmo que poucos deles viram o Rebel Without a Cause; bem como critica a parca escolha que temos na TV aos Domingos à noite. Eu até sou capaz de ver os Ídolos, mas Uma Canção para Ti deve ser um dos programas mais estúpidos que se criaram na face da terra.

Sem comentários: