sábado, 23 de janeiro de 2010

Se não se chocaram com Saló, vejam este

O filme The Night Porter de Liliana Cavani que, aquando da estreia em 1974, gerou controvérsia e ódios em torno do (alegado) voyeurismo, violência e sadismo, hoje parece morno se compararmos com o lixo que nos entra diariamente pela televisão adentro, com programas de miudagem intratável a cantar fado e a receber (falsos) elogios de dois apresentadores histriónicos, e de um júri mentiroso até mais não.

Se tirarmos alguns momentos em que o filme parece desfalecer, e a história andar a navegar de forma abstracta, podemos apreciar um excelente estudo de uma realidade sexual alternativa, e de dois seres humanos com uma história de amor condenada à destruição, por causa de um mundo demasiado cruel. Psicologicamente desafiante e imprescindível!

Sem comentários: