sábado, 6 de fevereiro de 2010

O Candidato da Manchúria

Acho que já deve estar tudo escrito sobre The Manchurian Candidate, e o que quer que seja que eu escreva, será chover no molhado, para além de ser de um pedantismo de todo o tamanho; mas devo dizer que, e só para transmitir a minha opinião pessoal, isto é o mais perto que há de grande cinema, ou melhor, isto é o mais perto que há de qualquer grande obra de arte.

Mistura de thriller psicológico, com sátira política, com case study freudiano; o filme é um emblema da sua época, e curiosamente continua a ser tão importante ver hoje como antigamente.. principalmente neste país em que políticos governam/roubam, mas são as figuras pop que são idolatradas/ouvidas. Um must!

Sem comentários: