domingo, 2 de maio de 2010

O que é ser português?

Há dias em que me questiono sobre o que diabo é ser português, e chego à conclusão que provavelmente não é bem o que as pessoas pensam.

Se nos tempos do Estado Novo, enaltecia-se a História de Portugal patriótica, elididindo os nossos episódios mais desastrosos, no pós-25 de Abril o abordar da nossa História é algo que nunca foi bem explicado, e o porquê de se falar ou omitir alguns temas.

Para além disso, as questões de identidade nacional têm sido frequentemente baralhadas, sendo que as pessoas se dividem frequentemente em dois pólos, tão fanáticos um como o outro: o grupo dos saudosistas (principalmente os mais velhos), que advogam que tudo o que é português é que é bom (incluindo Ágata e pimbas), sendo que o que vem de fora é lixo; e o grupo dos desenraizados (mais perto da minha idade), cujas referências são somente as bandas rock e os cantores pop americanos e britânicos, que só vão ao cinema ver filmes americanos, mas que infelizmente de identidade portuguesa pouco têm.

Sem comentários: