domingo, 19 de dezembro de 2010

The stuff that dreams are made of

Revisto Inception hoje, pude observar com mais atenção algumas das layers (uma vez que o filme também é formalmente construído sobre layers) que me tinham escapado da primeira vez no cinema; e acreditem-me, o filme é grande, se nunca o viram, por favor façam o favor de salvar a vossa vida de uma vez, indo buscá-lo ao videoclube mais próximo.

Revendo-o, constatei o quanto cresci desde que o vi há uns meses... mas ao mesmo tempo constatei o quanto ainda tenho de crescer para verdadeiramente me conhecer.

A viagem está longe de terminar.

Sem comentários: