quinta-feira, 10 de fevereiro de 2011

Há lugar para todos


Só hoje tive oportunidade de ver A Bela e o Paparazzo e foi uma agradável surpresa. Os filmes anteriores que havia visto de APV haviam-me deixado com sentimentos mistos - uns gostei (Call Girl, Imortais) outros odiei (Aqui D'El Rei, Jaime) - mas este é o filme que faltava no cinema português, uma comédia romântica com pano de fundo no mundo das celebridades com que os portugueses deliram.

As opiniões dele em relação ao nosso cinema nem sempre são felizes, mas uma coisa não se pode negar ao ver este filme - o homem não tem baixado os braços.

Soraia Chaves representa bem e não precisa de mostrar muito o corpo, a ela são dadas as melhores linhas do filme; Nuno Markl é hilariante, e as personagens-tipo de Maria João Luís e Vírgilio Castelo rasam de forma acutilante a realidade do mundo cor-de-rosa.

Um filme aparentemente pipoca, mas feito com cabeça e (algo que falta em muito filmes nacionais) coração.

Sem comentários: