sábado, 26 de fevereiro de 2011

Sou declaradamente contra o Pós-Moderno. É a minha némesis constante, com que tenho que me defrontar diariamente. Sempre que me tentam impingir a ética do mundo em que vivemos, eu argumento de volta apresentando provas das maravilhas de épocas distantes, reunindo uma ética minha, que eu considero universal e intemporal.

É por isso que não posso com estas notícias diárias em torno do gladiador favorito nacional.

Ler notícias sobre Ronaldo são desmotivantes para a auto-estima, são um crime contra o bem estar do português médio, é uma ênfase diária constante da imprensa em como nós somos gentalha comparados com estes "deuses", em como nos falta sempre alguma coisa para sermos fantásticos.

Quando leio esta dita imprensa só me lembro da música que tava agora a ouvir na rádio - I wish I was special/ You're so fuckin' special. Desculpem mas entre escolher estar do lado de privilegiados que não o merecem, e homens comuns, estarei sempre de unhas e dentes a apoiar os segundos.

Sem comentários: