sábado, 30 de julho de 2011

O que se faz numa sonolenta tarde de Sábado


Com Lisboa entregue aos turistas, e a maior parte das pessoas a caminho de férias, as tardes solitárias de Sábado nem sempre são tão más quanto eu esperava. Estava agora a dar no BBC um documentário fascinante intitulado How the Beatles rocked the Kremlin, sobre a forma como banda influenciou as pessoas da União Soviética, mais do que seria de esperar.

No documentário vemos relatos de então jovens na altura, e do quão era difícil conseguir alcançar música proibida pelo sistema, e de como a maneira de ser e de vestir dos Beatles influenciou a juventude da década de 60, e posteriormente. Vemos ainda concertos de comemoração com covers das canções, coleccionadores fanáticos de bugigangas, e até uma terreola cujos ranchos folclóricos têm claras influências da banda.

O documentário acaba por adquirir toda uma dimensão pungente, quando vemos Paul McCartney a ir tocar pela primeira vez à Praça Vermelha em Moscovo em 2003, e em Kiev em 2008, perante uma multidão delirante de miúdos e graúdos, celebrando a música da banda como um autêntico símbolo de resistência contra um regime repressivo. Os Beatles acabaram por ganhar a Guerra Fria.

Sem comentários: