domingo, 16 de outubro de 2011


A crítica tem-se dividido em torno de Contágio. Eu adorei o filme, foram quase 2 horas que não dei pelo tempo a passar, mergulhado na tensão da história. Quem me conhece, sabe que eu adoro filmes-catástrofe como The Towering Inferno ou The Poseidon Adventure.

Há uma metáfora inquietante no filme - quando uma personagem recomenda a evitar todo e qualquer "social contact", vem-nos à mente as redes sociais e de como as pessoas progressivamente estão a preferi-las ao contacto humano. Será que é a maneira de Soderbergh nos dizer que estamos a isolarmo-nos cada vez mais?

Sem comentários: