quarta-feira, 5 de outubro de 2011

Da crítica

Houve uma altura que quis ser crítico de cinema, mas hoje dou graças por não ter seguido esse caminho, pois deve ser a profissão mais desrespeitada da face da terra. Porquê? Porque é uma coisa que as pessoas já têm tão entranhada, que não conseguem imaginar que alguém possa ser pago para o fazer. Para a maioria das pessoas, tal coisa existir, seria como ser pago para comer ou para ir à casa de banho.

Basta seguir na rua para observarmos como cada pessoa lá no fundo tem um crítico de cinema e de televisão, e o à vontade com que proferem os seus juízos.

Sem comentários: