segunda-feira, 18 de março de 2013

O melhor remédio é rir

Murder by Death, realizado no distante ano de 1976, é uma comédia imperdível para pessoas como eu - fãs de whodunits, ou seja, de mistérios em que há um assassinato e todos tentam resolvê-lo, normalmente numa grande mansão. Parece familiar a fórmula? Foi o enredo de muitas das novelas de Agatha Christie, bem como do popular jogo de tabuleiro Cluedo.

Nem sempre a comédia é tão direccionada e tão ácida como poderia ter sido, algumas piadas são até um bocado básicas, envolvendo fluxos intestinais, e a crítica frontal ao género acaba por vir só no final, com a acusação proferida por Truman Capote - "You've tricked and fooled your readers for years. You've tortured us all with surprise endings that made no sense".

No entanto, em que outro filme é possível encontrarmos um elenco como este? Temos Alec Guiness como o mordomo cego; Elsa Lanchester como a velha detective Miss Marbles; James Coco como o anafado e pomposo detective belga e não francês; David Niven e Maggie Smith como o casal elegante de detectives Dick and Dora Charleston; Peter Sellers como o detective chinês que gosta de proferir sabedorias dos bolinhos da sorte (as melhores tiradas do filme são dele); Peter Falk como o detective durão Sam Diamond e Eileen Brennan como a sua fiel secretária.

Irresistível e imprescindível.

Sem comentários: