sábado, 11 de maio de 2013

O Cinema e a ironia

Uma sessão de sala cheia do Alemanha Ano Zero na Cinemateca. Cheia de tias, gente endinheirada, gajos de fato caro a fumarem charuto à entrada. Que provavelmente nunca vislumbrarão sequer uma ponta do sofrimento que percorre este filme.

2 comentários:

Joao Franco disse...

É o estranho da vida - quem pode não percebe, quem percebe nao pode...

Ver se esta semana tenho algum $ para irmos almoçar...tou a precisar conversar, contar-te umas novidades aqui da casa e sair aki da venda.

Abraço

Ricardo disse...

Sem dúvida. Eu tou com bastante disponibilidade esta semana.