sexta-feira, 16 de agosto de 2013

Más memórias do ecrã

Nunca vos aconteceu não gostar de um filme e não saber exactamente explicar porquê na altura que acabam de o ver? Pois bem, The Blind Side ou Um Sonho Possível em português é um desses, e que só agora consegui entender o que me repudiou no filme.

Há dias, reparei que estava a dar na televisão em horário nobre, e mais uma vez houve ali alguma coisa que me incomodava profundamente, por debaixo de toda aquela leveza e de todo aquele optimismo de feel good movie baseado num "caso verídico".

E só hoje constatei o que era - o filme é de um racismo tremendo, um manifesto descarado sobre a superioridade dos brancos sobre os negros, e de que como os negros sem os brancos para os orientarem são uma carneirada perdida. O personagem negro, sobre quem o filme supostamente está a contar a estória, é totalmente secundarizado para ser dada luz sobre a rica família branca que o adopta, e do quão maravilhosos eles são por se terem sequer importado com ele.

Como Sandra Bullock foi nomeada e até ganhou o Oscar é uma das coisas mais revoltantes e reveladoras de sempre do que vai na cabeça de grande parte dos membros da Academia.

4 comentários:

Hopscotch! disse...

Concordo. É aquele típico filmezinho de Hollywood que é tão manipulador que mete dó, e que já é feito a pensar nos Óscares. A este junto-lhe o Crash, que é exactamente a mesma coisa - querem tanto mostrar que são pela igualdade racial que acabam por passar a mensagem completamente contrária.

Ziyad disse...

Já vi e acho mesmo aquele filme insosso!!

Hopscotch, sim o Crash tambem era mais fumo que fogo!!

glb disse...

Penso que é baseado num caso real e não concordo com a vossa opinião. O mais importante é o caso humano e não a cor da pele do rapaz. A presença do rapaz acaba por ajudar a melhorar a familia e o rapaz vence na vida e ganha uma familia. Tudo isso mais o facto da Sandra Bullock ter um bom desempenho fazem-me gostar bastante desse filme.

glb disse...

http://www.imdb.com/title/tt0878804/?ref_=fn_al_tt_1

Based on the true story of Leigh Anne and Sean Tuohy who take in a homeless teenage African-American, Michael "Big Mike" Oher. Michael Oher was the first-round pick of the Baltimore Ravens in the 2009 NFL draft.

Pessoas como o Archie Bunker também gostavam dos negros no desporto e na música.