sábado, 17 de maio de 2014

Shadow of a Doubt

Nunca tinha valorizado muito esta relíquia dos anos 40, a obra favorita de Hitchcock da criação do próprio, principalmente em comparação com obras ousadas como Psycho e Vertigo, mas ao reapreciar agora volvido tanto tempo, constato as suas múltiplas qualidades - a principal é a de trazer o assassinato ao seio familiar, que é onde devia estar nas palavras do realizador.

Mesmo apesar de ser tão contra o status quo, como no primeiro diálogo do filme a jovem Charlie demonstra, isso não a impedirá de tentar proteger a sua família e a sua pequena comunidade da ameaça que pesa sobre as mesmas na forma escondida do seu tio Charlie, o serial killer de viúvas patetas, também conhecido como o assassino da "Viúva Alegre".

Com vários apontamentos de humor negro sendo rematados mais ou menos de forma constante (e aqui vemos um bocado a génese do que seria depois a série "Alfred Hitchcock Apresenta"), o filme pode ser apreciado tanto hoje como quando foi filmado pela sua ousadia temática e pela abordagem subtil a temas bem mais violentos, como o incesto.

Sem comentários: